19 de mar de 2012

Boa Garota...


Olá boa garota que abaixa a cabeça para tudo, eu consigo perceber que você se abala com o que qualquer um fala.
Você se submete demais, sempre preocupada com o que o mundo pensa de você.
Não vai chorar só por que não gostam de você, vai?
Eles não vão poupar o teatro pra te convencer que você ainda depende de alguma aprovação deles.
E não vão pensar duas em vezes em fazer você chorar.
A equação é fácil e você logo vai perceber que não adianta se empenhar, haja o que houver você nunca será boa o bastante.
Então continue nessa, boa garota, um dia você cresce e verá que não precisa mais disso.
Eu sei disso!
Como você consegue? Como você consegue ter tantas personalidades a ponto de ninguém conhecer você realmente? Por que não para de tentar agradar a todos sendo o que cada um quer?
Em que lugar se perdeu aquilo que você realmente é?
Onde você se enfiou? Precisamos tomar conta disso.
Seja apenas o que você quiser, sem muita cobrança.
Olá boa garota, isso não será tão agradável assim, será ruim quando eles balançarem as cabeças negativamente.
Você será atingida em cheio pela negação, já que você só espera coisas boas das pessoas.
Alguém já lhe disse que isso é ridículo? Você não irá vencer até que perceba que não há vencedor, além deles mesmos.
Mas você ainda pode viver à sombra de sua boa imagem, apenas disso, já que você nunca é citada como exemplo de nada.
Pare de se submeter e enxergue outras possibilidades, analise outro ângulo, será melhor.
Rodeada de babados e rendas, aposto que você nunca deve ter sentido o cheiro do couro.
Apenas pare de ser boazinha, isso não é bom para você, com essa imagem frágil você não assusta ninguém, muito menos mudará opiniões.
Então comece com uma boa mentira e tire deles expressões de desaprovação.
Tire esse sorriso do rosto e mostre sua verdadeira expressão.
A caminhada será suja e os olhares piores ainda.
Não perca a piada, devolva na mesma moeda, critique e seja debochada.
Faça o que der vontade e deixe pra lá os comentários, você vai se sentir tão leve.
Aí você mandará em seus próprios pés.
Escolha uma direção, caminhe e deixe pra trás as sugestões bem intencionadas.
Eu duvido que você vai se arrepender.
O que foi que sobrou dos seus sentimentos? Você já deixou fazerem muitos estragos por aqui... Tire férias, eu fico em seu lugar...
Prazer em conhecê-la, aqui quem fala é o seu outro lado, o malvado, eu estou tomando conta agora!


Por mim mesma...

Nenhum comentário:

Postar um comentário